Popular Posts

© 2013 The Travelling Dandy. All rights reserved. PR XII-XII-MMXII. Powered by Blogger.

Labels

Ewy!

Top Slider

Portfolio

Labels

Contact

Name

Email *

Message *

Carousel

Instagram

About

Flickr

Facebook

Pages

The Flying Dandy


En

We have a different perspective of the world when we fly. It is the only ability we weren't presented with upon Creation: we can walk, run, swim, dive but only with the help of aircrafts we can actually fly. And the solution we found to do it is not that bad. We managed to challenge gravity and distances all at once. We got closer to each other, we got closer to our world and travelling was never the same again. Coming back to the beginning, to fly gives us a different perspective of the world, not only about distance and time but about the world itself as home to Humanity, as the place we live our lives, we meet people, we sleep, we dream... When we are up there, even in the darkest of the days, when the grey clouds and the pouring rain oppress us and keeps us from going to the street, hiding light as if it will never give it back to us again, and giving us that melancholic feeling we are all familiar with, it is enough to take a plane and cross those clouds to see right away that beyond them is the sun. It has always been there, they just didn't let us see it. And up there there is no rain or darkness, just the Earth, the sun, shining like always, giving us hope and making us feel alive and those insignificant clouds down there, so immaterial that we get to cross them without difficulty and still so powerful that influence our mood in such way. This is an important lesson that we learn from flying: to have hope. Even in the darkest moments, in the most un-finishable sufferings, there is always the sun shining beyond that darkness. We just have to wait for those clouds to go away. It can take time, that's certain. Sometimes even too much time, but they will go away and sunshine will replace darkness.

For this and all the rest, travel! Widen your perspective from the world.

Pt
Temos sempre uma perspectiva diferente do mundo quando voamos. Voar é a única capacidade com a qual não fomos presenteados aquando da Criação: podemos andar, correr, nadar, mergulhar, mas só com a ajuda de aparelhos podemos realmente voar. E a solução que encontrámos não é tão má assim. De uma vez só conseguimos desafiar gravidade e distância de uma forma absolutamente revolucionária. Ficámos mais perto uns dos outros, ficámos mais perto do mundo e viajar nunca mais foi o mesmo. Voltando ao início, voar dá-nos uma perspectiva diferente do mundo, não só quanto a distâncias e tempo mas ao mundo enquanto berço da Humanidade, o sítio onde vivemos as nossas vidas, encontramos pessoas, dormimos, sonhamos... Quando estamos lá em cima, mesmo no mais negro dos dias, quando as nuvens cinzentas e a chuva torrencial nos oprimem e impedem de ir para a rua, escondendo a luz como se nunca mais no-la fosse devolver, e dando-nos aquela sensação de melancolia que nos é familiar, basta apanharmos um avião e atravessar essas nuvens para nos apercebermos imediatamente que para lá delas está o sol. Sempre esteve ali, simplesmente por causa delas não o podíamos ver. E lá em cima não há chuva ou escuridão, apenas a Terra, o sol, a brilhar como sempre, dando-nos esperança e fazendo.nos sentir vivos e aquelas insignificantes nuvens lá em baixo, tão imateriais que as podemos atravessar sem dificuldade e ainda assim tão poderosas que ameaçam roubar-nos a esperança e influenciam o nosso estado de espírito de tamanha forma. Esta é uma lição importante que aprendemos ao voar: ter esperança. Até mesmo nos momentos mais sombrios, ou para os mais intermináveis sofrimentos, há sempre o sol que brilha para lá dessa escuridão. Apenas temos que esperar para que essas nuvens desvaneçam. Pode levar tempo, é certo, por vezes até tempo de mais, mas elas partirão e os raios de sol iluminarão a escuridão.


Por isto mesmo, e por tudo o resto, viaje! Alargue a sua perspectiva do mundo.
< >

No comments:

Post a Comment

Share your opinion | Partilha connosco a tua opinião